quinta-feira, 24 de março de 2011

Incoerencia e estudar.


Tem certas coisas que a gente não devia ver/ler/ouvir. Coisas que a gente nem devia procurar. Mas quem diz que a gente faz o que devia? HAHA só rindo mesmo. Eu principalmente, tenho o verdadeiro dom de achar coisas que não deveria procurar.
Não me fez mal. Não. Curiosidade mata, e me fez melhor ler do que não ler. Mesmo que grande parte não faça o menor sentido aos meus olhos. Há o que fez.
Juro que um dia aprenderemos a não fuçar a vida antiga de ninguém. Mas é tão irresistível. Tão mais forte que nós. Quando percebemos, já estamos lendo furiosamente coisas que nunca deveriam ter sido encontradas por nós.
Enfim, foda-se a falta de sentido do que eu estou escrevendo. EU to entendendo tudo, se você não entendeu muita coisa, não vou explicar... Até porque não posso falar de algo que não é meu. De sentimentos que não são meus. E pouco importa de quem são, porque não é de alguém que faça diferença na minha vida. Ou na sua. Enfim...
Fuçando coisas aleatórias pela internet descobri que meu namorado é maravilhoso comigo. COMIGO. Não com os outros. Muito menos com as outras. Talvez vez ou outra, mas não sempre como é no meu caso. Ponto pra mim. Mulher de sorte e aquele blábláblá.
Sumir por duas semanas? JAMAIS. Sem chance mesmo. Um dia e eu já tenho um colapso nervoso, que dirá dias. SEMANAS. E todos sabem disso. Principalmente o namorado. O máximo tempo de desaparecimento dele foi... 3 dias? 2? Não recordo exatamente, mas não passa disso.Quase sinto pena. QUASE mesmo.
Reconhecer o namorado em fotos que nem ele mesmo se reconheceria? Habilidade única de namorada. HAHAHA.
Por Odin, quase me compadeço mesmo das pessoas. Mas acho que não sou capaz de sentir essas coisas assim tão facilmente. Em geral, vivo num “banheiro sobre uma carroça” (vulgo: Cagando e andando).
AHHHH, então não fui só eu que comecei odiando? Me sinto péssima assim. Quase rebaixada, juro. Achei que minha historinha fosse única. Droga. Mas vendo de quem se trata, não me é novidade. Definitivamente meu namorado é DETESTAVEL quando quer. Mas quando quer ser amável, é o melhor. Sem duvidas. O que me faz lembrar que faz mais de um ano que eu odiei ele. Que jurei nunca mais querer ver seu rosto na vida, que não passava de um garotinho mimado e punheteiro. Que se dane os bons costumes. Eu sentia profundo nojo dele. E hoje sinto o maior prazer em estar ao seu lado, em seus braços. O mundo roda, e nos duas sabemos disso, cada uma a sua maneira.
Me odeio por isso, mas vou usar palavras de outra pra falar a mesma coisa sobre a mesma pessoa:
“E eu o detestava!
Mal sabia que o odiaria em várias outras ocasiões futuras. Mal sabia que, ainda assim, o amaria o tempo inteiro.”
Não preciso explicar mais, preciso? Otimo!
Só um comentário solto que nada tem a ver com o que escrevi:
Se alguém não gosta de finais felizes em histórias, como espera algum dia ter o seu próprio?
Toma no cu essa gente que pensa que pode falar qualquer merda e os outros acreditarem.

*nota: O celular do meu digníssimo namorado é uma MERDA.Não consigo entender 80% do que ele fala.*

Deixando esse meu longo falatório sobre algo que ninguém entende e ninguém quer ler de lado, gostaria de contar as (poucas) pessoas que lêem isso aqui que eu decidi não trabalhar pelo resto do ano.
Não, eu não sou uma vagabunda acomodada que não quer saber de trabalho. Até porque trabalho desde os 16 anos, sem parar.
É um ano importante, terceirão, tenho vestibular e ENEM no final do ano. É um ano que decide muita coisa pra mim, e que se Deus quiser encerra minha estada no CELC. Não que eu não goste de lá, não que não ame cada um dos amigos que conheci lá, mas sinceramente, com quase 19 anos na cara já é hora de ir pra uma faculdade. E é o que pretendo fazer em 2012, mas para isso preciso passar no vestibular. Direito é um maldito curso absurdamente concorrido e fodido pra se fazer. Então a Narinha aqui precisa estudar. E muito.
E trabalhando meu tempo e vontade de estudar reduzem bastante. Conversei com meus pais e meu digníssimo namorado e lhes disse que não trabalho mais por esse ano. Vou estudar, ler os livros dos vestibulares, estudar, tirar notas melhores, estudar. ENFIM...
Não que tudo isso realmente seja do interesse de qualquer um, mas é sempre bom manter as pessoas informadas sobre as coisas que me acontecem e que eu decido. Pelo menos eu gosto.
Então, estarei oficialmente vadiando pelo resto do ano, apenas estudando e comendo. Mentira, não vou ficar só comendo não porque isso vai me deixar gorda e feia e ai o namorado não vai me querer mais. Farei academia, é isso! ACADEMIA. Estudarei e ficarei gostosa. HAHA
Creio que de construtivo eu só tenha isso pra falar. (Imagine o que eu NÃO considero construtivo, han?!).

Um comentário:

  1. Opa! Se precisar de ajuda pra estudar estou disponível! ;D

    amo você!

    =*

    ResponderExcluir